sexta-feira, abril 29, 2011

Do pó vieste, ao pó voltarás



"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma" Lavoisier dixit.


Bateu as asas furiosamente num derradeiro esforço para evitar o tombo fatal no chão. Não conseguiu. Algo no seu corpo falhou, talvez a alma efémera, e despenhou-se de grande altura sobre as lajes da varanda, onde o seu insignificante, frágil, minúsculo corpo vibrou ainda, zumbindo durante um pouco, deitado sobre as costas, num último e desesperado esforço para se endireitar e voar para longe dali. Foi inútil. O estertor da morte foi implacável.

Encontraram-na no dia seguinte, imóvel, vã, no seu frio leito de morte.


"Do pó vieste, ao pó voltarás" Génesis


José António Baptista

29-04-2011, Oeiras


fotografia: digitalização duma abelha achada morta no chão.


segunda-feira, abril 25, 2011

25 de Abril Sempre !



25 de Abril Sempre !

[ efeméride ]


37 anos depois, recordemos a história através das senhas que mudaram Portugal:


24 Abril 1974, 23:55


Emissores Associados de Lisboa


A voz de João Paulo Dinis anuncia aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa Faltam cinco minutos para as vinte e três horas. Convosco, Paulo de Carvalho com o Eurofestival 74 «E Depois do Adeus». Era o primeiro sinal para o início das operações militares a desencadear pelo Movimento das Forças Armadas. [ texto do sítio internet 25 de Abril a quem agradecemos ]


video


ESTÁ DADO O PRIMEIRO SINAL!


25 Abril 1974, 00:20


Rádio Renascença


Paulo Coelho é o locutor de serviço, nessa noite, no «Limite». Sem saber dos compromissos assumidos por dois dos seus colegas, Carlos Albino e Manuel Tomás, quase faz perigar a transmissão da senha à hora exacta por ter antecipado a leitura de anúncios publicitários. Mas, após alguns momentos de tensão, no final da leitura do primeiro anúncio, Manuel Tomás, também presente na cabine técnica, consegue, dando um pequeno safanão (aparentemente sem intenção) na mão do técnico de som José Videira, provocar o arranque da bobine que contém a senha. Então, pela voz previamente gravada de Leite de Vasconcelos, através dos potentes emissores da Rádio Renascença, ouve-se a primeira quadra da canção Grândola, Vila Morena, de José Afonso. Já no final da transmissão o agente da Censura, ali presente, dá sinais de que escutara algo que não previa

. [ texto do sítio internet 25 de Abril

a quem agradecemos ]


video


A REVOLUÇÃO ESTÁ EM MARCHA!

JÁ NADA PODE TRAVAR A QUEDA DO REGIME FASCISTA!


- - - - -


desenho de abertura © josé antónio • comunicação visual, reprodução proibida.


segunda-feira, abril 18, 2011

Cigarro aceso Lua prenhe Passarada chilreante Carros noctívagos Mar ao longe


Cigarro aceso Lua prenhe Passarada chilreante Carros noctívagos Mar ao longe


Uma simples brincadeira feita às 05h05 na varanda com uma temperatura muito agradável numa noite bastante calma.



domingo, abril 17, 2011

teste com fotografia ampliada


A foto é a mesma, mas uma foi ampliada a 150% em Photoshop, para ver o comportamento na página quando clicada para ampliar- visibilidade, nitidez, leitura, etc.

original

ampliada

Após vistas no Editor em Pré-visualização, clicadas e ampliadas não se nota diferença.
Vou experimentar descarregar as ditas para ver se ficam do mesmo tamanho.

Ficaram exactamente iguais...