quinta-feira, maio 04, 2006

um subtil assédio...


Provavelmente isto acontece ou já aconteceu a todos vós...
Aconteceu-me a mim ontem e já não é a primeira vez.
Hoje achei que devia lançar aqui o meu protesto contra estas situações, não só em relação à empresa directamente envolvida, mas relativamente a muitas outras com as quais acontece o mesmo.

Passemos aos factos:
Quando regressei a casa, como é de costume, verifiquei a caixa de correio.
Até aqui nada de novo nem de anormal. É um hábito que todos temos.
Talvez a única coisa pouco normal é que o meu vício é tão tamanho que chego a ver se há correio aos sábados, domingos e dias feriados... É um dos meus, poucos, vícios. Adoro a sensação de inserir a chave na ranhura da minúscula fechadura da caixa de correio, abrir a portinhola e espreitar com estes, que a terra há-de comer, para o interior daquela... devo sofrer de voyeurismo epistolar...

No interior da mesma estavam dois envelopes nevados (brancos e frios). Também nada disto merece a intervenção do CSI ou dos X-Files visto tratarem-se das habituais continhas para pagar.
Levei os ditos-cujos para casa e, também como é hábito, abri-os para verificar os valores, datas de pagamento, etc., aquelas coisas do costume.
Todos os meses nos temos que haver com este ordálio que consiste em percebermos o que gastámos afinal para justificar os exorbitantes valores que as empresas nos cobram.
Mas enfim, parece que já nos vamos habituando a essa estranha contradição que é gastarmos pouco e pagarmos muito...

Ao conferir a factura da PT qual não é o meu espanto (mentira, já nada me espanta), quando vi que estava a dia 3 e a data limite de pagamento era 5... faltavam 2 dias!
Claro que fiquei irritado por ter um prazo tão limitado para 'organizar' as contas, e apeteceu-me enviar-lhes um email com os últimos sucessos da Romana em anexo.
Mas depois acalmei, tive a intuição que era vingança pesada demais e pior que um envelope com Antraz ou encher-lhes o ar condicionado de Sarin, e achei por bem ver qual a data de emissão da factura. E não é que a mesma foi emitida dia 20 de Abril, há cerca de 13 dias !!!

Tenho a suspeita de que se lhes (PT) perguntar o porquê deste desfasamento, provavelmente darão a resposta típica que consiste em desculparem-se com os correios, os CTT... e se perguntar a estes provavelmente dirão que não têm registado atrasos na correspondência nos últimos tempos...
Em verdade, acho que estou mais virado para acreditar nos CTT.

Aqui para nós, que ninguém nos ouve, serão estes 'atrasos' uma subtil e sinistra estratégia de ASSÉDIO para nos levarem a optar pelo designado 'DÉBITO DIRECTO' (que tantas vezes nos tentam impingir), através da criação do desconforto e das dificuldades causadas por estes prazos apertados?
Não sei, não...

p.s.: Acho que um destes dias as facturas ainda começam a aparecer com data limite no próprio dia em que chegam pelo correio... ou com data limite no dia anterior à recepção... Quem te avisa teu amigo é!

imagem: © josé antónio 2006. Digitalização da factura supra considerada. PROIBIDA A REPRODUÇÃO sem autorização expressa do autor.


MORRA O DANTAS, MORRA, PIM !!!

6 comentários:

Sulista disse...

Não podias ter mais razão Amigo!

TAmbem já me aconteceu isso com a PT várias vezes e outras coisas do genero...como por ex: ter que pagar dois meses duma só vez e depois é que vem a factura no mês seguinte a zero$. Ou andar a receber a conta da Net aqui na nova casa e a conta do telefone na morada antiga, etc, etc...e nós é que temos que nos mexer para alterar algo.
Eu tambem acho que eles querem nos "obrigar" a mudar para as facturas electrónicas...

BEijinhos GRandes ;-)

José António disse...

É Amiga !

Estamos entregues aos BICHOS... e como pouco mais pdemos fazer que protestar, PROTESTEMOS alto e bom som!!

Talvez alguém nos oiça.

bjs,

Isabel Magalhães disse...

Olá Zé Tó! :)))

Eu pago o serviço da TVcabo/Netcabo por transferência bancária e recebo sempre a factura uns dias antes da data do débito para que possa verificar e reclamar se for caso disso.

Este mês, mais concretamente ontem dia 04052006, recebi a factura emitida a 17042006 com débito a partir de 02052006.

Estou em crer que se trata mesmo de atraso dos CTT.

Um *

José António disse...

Olá Isabel !

Não, não o creio.
Este tipo de atrasos é constante e sistemático e duvido que se deva aos CTT.

Além disso, porque então acontece sempre com as mesmas empresas e não com as outras? Há diversas com as quais isto não se passa.

Parece-me que se a responsabilidade fosse dos correios, aconteceria o mesmo com tudo: água, electricidade, telefone, gás, bancos, etc.

Assim sendo, a responsabilidade, a meu ver, só pode mesmo ser de certas empresas que emitem as facturas (automaticamente; é o computador que o faz), mas que só as põem no correio mesmo 'em cima da hora', deixando passar um tempo considerável sobre a data das mesmas.

A questão não constitui problema para quem paga por débito em conta. Mesmo que a factura chegue após a data de pagamento, este já foi efectuado e aquela pode sempre ser reclamada.

Não garanto, mas creio mesmo que a Defesa do Consumidor já em tempos abordou este problema.

bjs,

Isabel Magalhães disse...

Neste caso, é mesmo atraso dos correios... parece que houve uma qq greve, e hoje tb recebi com atraso a factura da EPAL e já depois da data de pagamento por transferência bancária.

Mas, há sempre um mas, a dita factura da TVcabo tinha um 'engano' de 71,18 euros. A favor deles, claro! E isto numa mensalidade de cerca de 45 euros...

Resumindo, depois de contactados vão fazer-me um crédito na factura do mês seguinte, e do outro ainda a seguir, o que significa que estou a financiar a dita empresa a 60 dias.

Moral da história: acabou-se o pagamento por débito directo!

Et voilá!!!


bjs.

José António disse...

Olá Isabel !

A bem da verdade, também há pouco me disseram isso mesmo. Que tinha havido uma greve de carteiros e que havia pessoas a receber facturas atrasadas e inclusivé a pagarem multas devido ao atraso do pagamento.

Seja como for, quem sai prejudicado é o consumidor. O que obviamente é uma injustiça.

bjs,