sexta-feira, abril 23, 2010

é por estas e por outras que dizem que eu sou maluco...




Bellu horribilis...


O Ser oculta-se na opaca névoa intemporal dos torpes gestos quotidianos

o espalhar do creme de barbear sobre o rosto excedendo os limites do razoável

uma máscara efémera que rapidamente se esvai ante a força cauterizante do ar


pobre ilusão de redenção...



uma das artes 'crespas' do Zézinho...

Oeiras, 31-12-1991


fotografia © josé antónio • comunicação visual, reprodução proibida.


2 comentários:

Joana Soares disse...

Fico neste estado quando lavo a cara pela manhã... serei louca?

José António Baptista disse...

Olá Joana,

Primeiro, obrigado pela visita e comentário.

Segundo, dizem e é a única coisa que me 'consola' ( como se eu precisasse de consolo ) que "de sábio e de louco todos temos um pouco". Por isso... Vamos mas é curtir a nossa loucura! Inebriemo-nos com ela! O resto... O resto são cantigas! Bailemos até o Sol raiar!

Bjs,
zétó