quarta-feira, agosto 24, 2005

Castelo Novo, sinistras cinzas de obscuros interesses...



Olá!

Pois... ainda estou a organizar as tais fotos que fiz nos 4 dias que passei no Fundão e arredores. Sempre são 247 e a vida não é só divertimento. O trabalho não falta por aqui e há que dar-lhe despacho.
De qualquer forma, deixo aqui uma das ditas, tirada em Castelo Novo, que para alguns poderá ser deprimente. Isto foi das coisas mais marcantes que vi à frente dos meus olhos naquela bela terra.
É um testemunho do drama que o nosso pobre e desidratado país tem vivido.

n.b.: Castelo Novo não é só isto. É uma bela localidade cheia de património histórico e cultural que merece uma visita demorada.

2 comentários:

Sara MM disse...

Lá em Viana do Castelo foram dias horriveis!
Dois dias inteirinhos sem se ver o sol!
No maximo viamos uma bola vermelha, deseperada, quase gritando de angustia face a tal horror (mais um vez) causado pelos estupidos dos Humanos...
Familiares meus quase foram p o hospital com problemas respiratorios...
Uma das nossas casa esteve quase p arder por duas vezes...

E ninguem dos gajos que mandam (quando lhes apetece) faz nada!!!!

Como podem os bombeiros ser voluntarios?!!

como podem mandar os que menos têm, gastar milhares (que nao têm) para limpar as matas?

Como podem deixar sair ilesos os incendiarios?!?!
Deviam ficar presos de Abril a NOvembro! E nos outrso meses faziam trabalho cívico: cortar mato!!!

Bjs e desculpa o desabafo

José António disse...

Olá Sara.
Não peças desculpa, DESABAFA à vontade! Também eu muitas vezes sinto uma terrível vontade de gritar. Gritar contra a estupidez, a incúria, a hipocrisia, a... a... FILHA-DA-MÃEZICE destes gajos todos!
Concordo com tudo o que dizes, apenas discordo que uses maiúscula em 'Humanos'. Gente assim, de humano apenas tem o corpo. HUMANO é amor, é paixão, é emoção, é sentimento, é vida, é tolerância, é compreensão, é construção e não destruição, e etc.

p.s.: Ah... Viana... que bela cidade. Há uma canção que canta "havemos de ir a Viana". Se as coisas continuarem assim, um destes dias as canções apenas dirão "havemos de ficar por aqui"... porque não valerá a pena ir a lado nenhum deste desidratado e desamado país.

bjs,