sábado, dezembro 31, 2005

chove em hueiras...


Hoje de madrugada, aí pelas 2 h., consultei o site do Instituto de Meteorologia para ter uma ideia do tempo que os manda-chuvas nos reservavam para a passagem de ano, em especial se teríamos chuva.
A informação disponibilizada dizia que ia chover em Lisboa e arredores. O.k., mas será que eles iam acertar?

Desde manhã que o meu gato Pasoca tem andado desaparecido.
É um magnífico exemplar macho (virgem, coitado) de cor negra, com 5 anos.
Habitualmente está deitado em cima do monitor do computador, em cima do livreiro da sala, ou à porta do quarto a miar, a rasgar o ténue filamento que ainda mantém a minha mulher ligada à estabilidade psicológica, levando-a a gritar como uma possessa com o inalcançável e impossível intuito de o fazer calar.

Mas hoje não. Não o via em lado nenhum. Eu sabia que ele tinha que estar cá em casa. Não tem maneira de se pirar, não temos quintal porque vivemos num andar e também não temos portas ou janelas abertas.
Então lembrei-me de episódios passados. A experiência destes 5 anos de convívio, em que temos sido os animais de estimação dele, veio-me à memória.
O Pasoca pode não ser formado em Climatologia ou Meteorologia, mas tem um faro especial para o que está para vir.

Procurei-o. Não foi difícil encontrá-lo (a casa também não é muito grande). Lá estava ele, refundido desde manhã, debaixo da mantinha em cima do sofá (ver foto; aquele altinho da mantinha vermelha é o gajo).
Tenho um gato que sabe que vai chover (mesmo não andando na rua). Esta é a atitude típica dele. Ele lá saberá como adivinha o tempo. Talvez consiga farejar a chuva. O que é certo, e já o constatei muitas vezes, é que quando está para chover, o fulano enfia-se debaixo da mantinha ou, em alternativa, refunde-se dentro dos roupeiros.

Afinal, para que preciso eu do site do Instituto de Meteorologia? Basta-me olhar para o Pasoca para saber se vai chover ou não!

nota: para confirmar o que digo, ainda há pouco começou a chuviscar cá no burgo.

foto: © josé antónio, 2005 (ainda em...)

5 comentários:

Sara MM disse...

era bom era um gato que soubesse prever as ondas :o)
é que ainda ninguem acerta! xiça!
BJs

José António disse...

Olá Sara !

Não sei, não.
Nessa matéria não tenho experiência. O meu gato é pouco dado a banhos de mar (na verdade é pouco dado a banhos, seja do que for....)
Mas não me admirava se aqueles tarecos vadios que anda cá em cima na escarpa da Praia da Torre o conseguissem fazer... :)
Se calhar ainda ninguém se deu ao trabalho de os observar bem. Vou perguntar aos meus cunhados surfistas e se souber alguma coisa, aviso.

bjs,

Sara MM disse...

;o)

Raquel V. disse...

Ou seja o Professor Karamba daí é o bichano!

José António disse...

Olá Raquel !

É.
Por isso é que eu estou sempre a protestar com ele: " Caramba... Pasoca... porta-te bem, não afies as unhacas no sofá !! "

;)

bjs,