sexta-feira, julho 07, 2006

DOIS MIL E CINQUENTA E QUATRO E-MAILS...


O fenómeno do Correio Electrónico, vulgarmente conhecido por "E-mail", é extraordinário, pela capacidade de transmitir mensagens quase instantâneas e a qualquer hora do dia ou da noite, entre pessoas que podem estar a milhares de quilómetros umas das outras.
É inegável o papel que desempenha hoje, p.ex., no trabalho das empresas. Não existe nenhuma que se preze que não tenha pelo menos um endereço de e-mail.

A História é omissa e obscura, mas parece indicar que o sistema de e-mail terá sido criado por volta de 1965, numa rede local, só depois invadindo a Internet, com as consequências que lhe conhecemos.
Ao contrário do 'velho' correio físico, que exige envelopes, selos, e deslocações ao marco de correio, o e-mail tem a imensa vantagem de poder funcionar apenas através de um simples clique com o cursor-seta no ícone 'enviar', e isto durante 24 horas e 365 dias por ano.
E se isto o torna muito facilmente manuseável, cria por outro lado um espírito abusivo em muitas pessoas.

Eu explico:
Todos sabem que para reenviar uma mensagem de e-mail basta seleccioná-la e dar um clique em 'Reenviar'.
É esta característica de facilitismo que o torna uma tentação tão grande para algumas pessoas, que sem qualquer critério de escolha, ou valores de respeito, reenviam para TODOS os seus contactos TODOS os e-mails que recebem na caixa de correio.

Vem isto a propósito de uma estatística doméstica que acabei há pouco de fazer.
Tenho um amigo a quem já expliquei que utilizo o e-mail sobretudo para trabalhar, que não me incomoda receber de vez em quando um ou outro e-mail de anedotas, fotografias ou filmes, até lhes acho piada e também reenvio alguns, e recomendei-lhe que, pelo menos, fizesse uma triagem dos mails que reenvia, pois muitos eram porcaria de toda a espécie, como spamm, pornografia e lamechices em PowerPoint que só me faziam perder tempo.
A resposta dele foi simplesmente que não tinha tempo para abrir os e-mails e ver o que continham, e por isso reenviava todos os que recebia para todos os contactos da sua agenda...

Pois é, como eu não posso cancelar a minha conta de e-mail por razões profissionais, lá tive que criar uma regra no meu programa de mail para que todas as mensagens enviadas por ele sigam directas para uma certa pasta, onde se vão acumulando. Podia ter criado uma regra para as apagar pura e simplesmente, mas fiquei curioso em fazer a TAL estatística... vamos a ela!

Este meu amigo enviou-me desde o dia 21 de Novembro de 2005 até ao dia 7 de Julho de 2006, 2054 e-mails!! DOIS MIL E CINQUENTA E QUATRO !!
O que dá nos 229 dias uma média diária de 8,9 e-mails/dia, que não vêm diariamente porque ele costuma mandá-los em revoadas de 2 em 2 ou 3 em 3 dias.
Desnecessário será dizer que não abri nenhum, nem tenciono perder tempo a fazê-lo, até porque os títulos são sugestivos do conteúdo... Vou aguardar até dia 21 de Novembro deste ano para ver quantos e-mails me enviou ao longo de um ano... gosto de fazer estatísticas...

Nota final: Não basta termos que nos defender dos vírus, do phishing, dos hackers, dos spammers, de de quejandos, temos também de nos defender de 'amigos' irresponsáveis e inconscientes!

imagem: © josé antónio 1989

8 comentários:

Sulista disse...

2054 emails??...poça!
Eu tambem tenho 'amigos' assim...mas como não os guardo não posso fazer estatísticas...mas tenho muitos dias que são aos 30,50 duma vezada...cmo não quero milindrar ninguêm, já me habituei a fazer uma triagem rápida pelos títulos e/ou anexos e só guardo e reenvio (conforme as pessoas e as suas preferências) os que gosto muito.
(Ou envio emails de assuntos que considero importantes divulgar)

Espero que os meus emails não te massacrem?...LOL

Beijinhos

José António disse...

Olá Sulista,

Também procuro fazer uma escolha e só reenvio aquilo que me parece mesmo interessante (fotos, anedotas, p.ex.) E mesmo assim, não mando para toda a gente. Evito mandar mais que uns 3-4 mails por dia. Sei que muita gente os recebe e lê nos locais de trabalho e não quero ser responsável por serem despedidos... :)

Os teus mails não estão na categoria dos que me massacram. Estás à vontade!

bjs,

Isabel Magalhães disse...

............ :)))))))))!!!

vou passar a ter cuidado...

faltou a subespécie dos e-mails do 'serviço gratuito'... vulgo 'blogue'... Envio ou não envio? :)))

és um ARTISTA do traço e das letras!

toma lá um abraço. :)

José António disse...

Olá Isabel,

Há muitas sub-espécies, sim senhora!
E algumas bastante perniciosas.
Uma das que me irrita solenemente é a dos SAPINHOS...

Não tenho nenhuma conta sapo e não faço a mais pequena ideia onde foram buscar o meu endereço para me enviarem regularmente publicidade, promoções e etecéteras de clientes cujo mail pertence ao serviço deles (qualquercoisa@sapo.pt).

Mas como netcabo, pt e sapo é tudo a mesma pandilha, deve para ali circular informação livremente que é um "ver se te avias"!

bjs,

Sara MM disse...

que amigo mais "DDAAHHAAA"" :o|

eu já há muuuiitos anos que envio mails do tipo "por favor não me envies Fwds"...

... às vezes ficavam muitos ofendidinhos... e então passei a explicar... "é que podem ter virus e cada vez que apnaho um virus é o pobre do Ricardo (aka Boy) que tem de me salvar... formatar o computador e instalar tudo de novo!"

... e continuavam a insitir... "eu tenho anti-virus, nao te preocupes!"...

... e eu acrescentava "nao importa, o Ricardo diz que se recebo Fwds nao me salva mais vez nenhuma!"

Agora tenho um MAC :o) e já antes disso o que é certo é que não apanhava vírus... mas apanhava sorrisos amarelos, secas, falta de paciênica, perca de tempo...

... e por isso agora, tou-me nas tintas para que fiquem ofendidos e voltei à versão original...

... "por favor não me envies Fwds"... e na melhor das hipotese acrescento "não vale mesmo a pena pq nao abro nenhum!"



Resumindo... compreendo-te muuuito bem!


BJss

Isabel Magalhães disse...

'tenho dias'... :)))

há dias em que envio tudo para a 'cesta'... noutros leio - conforme o tema - mas nunca... nunca reenvio sem ler...

e qdo reenvio só o faço a quem 'julgo' poder interessar.

é que há fwds que são mesmo muito muito interessantes e didáticos.

bjk
I.

José António disse...

Olá Sara,

Pois... já perdi a paciência para pedir às pessoas para não fazerem esses fwds, sobretudo aqueles que trazem anexos em powerpoint com mensagens lamechas sobre Cristo ou o Lobsang Rampa ou a estória do avô e do neto e essas tretas todas do raio que parta que não têm interesse nenhum e só fazem perder tempo.

Agora vai tudo direitinho para a pasta 'lidas'.
Abro a mensagem só para ver o que é, mas assim que topo a pinta do anexo, zzzzuuuttttt, lá vai ela para a dita pastinha!

Os vírus, esses de facto é que nunca me ralaram. Actualmente até estou a trabalhar sem anti-vírus. Como já tens um Mac, sabes que esses vírus são para win e passam pelos nossos computadores sem estes darem por eles.
Só é chato, e isso é caso para sermos cautelosos, é que nós não ficamos afectados pelo vírus, mas se mandarmos o mail infectado a um amigo que tenha pc ele pode ficar com o computador infectado.

Tive há tempos um anti-vírus para Mac que detectava vírus. incluindo os de pc. Isto era óptimo por causa da questão anterior que referi. Esse anti-vírus chegou a detectar dezenas de vírus para pc em mails que eu recebi (fwds de malta do win que não os tinham detectado com os anti-vírus que tinham... :) ) E que, obviamente, não reenviei para ninguém.

bjs,

José António disse...

Olá Isabel,

Claro que há coisas fixes, bem giras até.
Gosto de receber piadas, anedotas, estórias curiosas, anúncios, cenas de 'apanhados', p.ex.
Divertem-me e ajudam a passar o tempo.

Agora há também certo tipo de coisas que já chateiam.
Uma delas são aquelas apresentações em powerpoint com mensagens moralistas e estórinhas lamechas da desgraçadinha.

E quando acabam com a mensagem: Reenvia para 15 dos teus contactos durante os próximos 'não sei quantos' minutos para teres sorte durante dois anos, e etc.?

Não há pachorra!

bjs,