sexta-feira, outubro 21, 2005

bo


Há dias atrás estava eu para aqui a trabalhar e a ouvir o Coro de monjes del Monasterio Benedictino de Santo Domingo de Silos e... lembrei-me da Bo Derek.
Ela, que tanto gostava de fazer amor ao som do Bolero de Ravel...

Pergunto-me a mim mesmo: Como será fazer amor ao som de Canto Gregoriano!?

Confesso: há dias em que me sinto um perfeitíssimo goliardo.

"Nisi credideritis non intelligetis", diria Agostinho com um enigmático sorriso nos lábios.

2 comentários:

Menina_marota disse...

Como é?

Espantoso!! eheh

;)

José António disse...

Olá menina_marota.

É isso mesmo, eu próprio fiquei espantado!

É uma questão de compreender os ensinamentos de Agostinho, que nas suas Confissões nos mostra como o caminho da santidade é o caminho do pecado.
E é, em termos sexuais, uma questão de ritmo e... de fé (pois).

[]