sexta-feira, outubro 21, 2005

garrete

Poderá parecer estranho a algumas pessoas que se proteste quanto à qualidade de um cigarro. Afinal um cigarro é um objecto pernicioso para a saúde... e patati, e patatá... é sempre mau, como é que se pode falar de qualidade!?
Mas pode. Na base do preço que custa versus o resultado que se espera obter (prazer?). Aquilo a que hoje pedantemente se chama 'relação preço-qualidade'.
Quando compro um maço de cigarros espero que os mesmos venham em condições de serem fumados. Eu PAGO isso. E não é tão pouco quanto possa parecer. Num maço de 2,40 € (o mais barato que conheço), com 20 cigarros, cada cigarro custa 12 cêntimos. Na moeda antiga MAIS de 20 escudos!
Assim, exige-se que os cigarros tenham a qualidade apregoada pelo fabricante, nomeadamente quanto à forma, ao filtro, etc... Ao design (funcionalidade), diriam alguns.


Agora vejam o que me aconteceu há dias:
Abri a caixa para tirar um cigarro, que por acaso era o último, e quando o puxo para fora... cadé o filtro? Bem que o cigarrinho me pareceu mais curtinho que o normal...
Olhei o interior da caixa, que eu julgava vazia, e ele lá estava deitadinho no fundo, a dormir regalado como um bebé.
Não, não fui eu quem partiu o cigarro. O filtro estava MESMO separado do resto. Problema de má colagem, mau controle de qualidade, seja o que for.
Nestas condições aquele cigarro era 'in-fumável'. O seu destino era naturalmente o lixo. 12 cêntimos (DOZE), 20 escudos (VINTE), para o caixote do lixo.
Ou seja, paguei por um cigarro que não fumei. E nesta marca já não é a primeira vez que denoto falhas na qualidade (já aqui referi um caso).

Palavra que me apetece reclamar; escrever para a DECO; relatar a injúria ao Parlamento Europeu; fazer uma exposição à Procuradoria Geral da República; pôr o caso em tribunal; mandar um mail à Tabaqueira. EXIGIR a substituição do material defeituoso. Não sei, enquanto penso nisso vou lá abaixo comprar outro maço, com a esperança de que não contenha cigarros defeituosos...

"Fallor ergo sum" Agostinho

4 comentários:

João Dias disse...

isso nem vale a pena amigo. nem lhe responderiam. é este o país que temos.

José António disse...

Olá João Dias.

E não é que concordo?
De tal forma, que não protestei nada e limitei-me a ir lá abaixo comprar outro maço, que felizmente vinha em condições de me dar cabo da saúde.

Lá contribui com mais uns tustes para o erário público...

Sara MM disse...

Bem feita!!! Tudo vale para irritar fumadores na hora de fumarem! E se querem e não conseguem... melhor!!!! :ob

José António disse...

Ai, ai...

Isso é o mesmo que achar bem que rebente um pneu do carro dum gajo que vai em excesso de velocidade; ou que um junkie snife gesso a pensar que está a meter coca; ou que um gajo beba aguarraz a julgar que o conteúdo da garrafa que comprou é uísque!

Calma.
Quem paga tem direito a ser bem servido.
É uma questão CONSTITUCIONAL, bolas.
E lá porque o tabaco faz mal, também o queijo ou os enchidos fazem! E isso não torna correcto 'vender gato por lebre'.

bjs (sem bafo tabágico :) ),