domingo, novembro 13, 2005

fallor ergo sum


Estava já para desligar o computador e ir dormir que o trabalho castiga e vão sendo horas quando reparei BEM que dia é hoje e não me sentiria bem sem fazer este post.

A 13 de Novembro de 354 nasceu em Tagaste, na Numídia (actual Argélia), filho de Sta. Mónica e de Patrício, uma criança a quem seria dado o nome de baptismo de Aurélio Agostinho e que é um dos meus filósofos de referência: STO. AGOSTINHO.

Aqui fica uma singela memória ao jeito de homenagem.

pintura: Botticelli.

4 comentários:

Sara MM disse...

Quem sabe, sabe!!!

José António disse...

Olá Sara.
À hora a que escrevi o post já não estava com moleirinha para escrever muito mais que aquilo, mas apetecia. Gosto tanto de Agostinho, que me apeteceu mesmo discorrer um pouco sobre o porquê dessa paixão. Paixão que é um misto de admiração e compreensão (a compreensão possível dum amador nestas coisas da Filosofia). A obra de Agostinho está repleta de excelentes 'saberes', que nos podem ajudar a melhor compreender o homem e o mundo. A mim ajudam muito. É por isso que o adoro ler!

bjs,

Isabel Magalhães disse...

"Great site loved it a lot, will come back and visit again."




(apanhei a boleia. é que já é tarde e ainda não desci com os cães.)

Bêjes.
I.

José António disse...

Olá Isabel,

Apanhaste a boleia e acho que este spamm não recebi. Senão ele já tinha ido dar uma curva no éter... :)
É o que lhe vou fazer já de seguida.

Não. Confirmei agora a data dele. É dum lote de cerca de 300 ou 400 que me atacou os blogs há uns meses e que ainda tenho em mail para ir apagando uns quantos de vez em quando.
Foi por causa deles que activei o sistema da verificação anti-spamm.

bjs,